segunda-feira, julho 14, 2008

O artigo de Rodrigo Guedes de Carvalho na Única de Sábado não podia ser mais acertado na descrição da sociedade portuguesa e de uam certa caracteristica mesquinha...

Olho a primeira página do jornal, que me garante que uma brutal (não decorei) maioria de mulheres tem celulite. A imagem que acompanha a alarmante constatação é Nereida de costas, após o banho de mar, com Cristiano Ronaldo um pouco mais em fundo. Ela, praticamente nua, como todos nós sobre a areia e debaixo do sol, é a escolhida para nos esfregarem na cara o alarme que se renova em todas as vésperas de silly-season: anda para aí muita celulite. A estatística geral é apenas uma cortina de fumo.

Pretende-se dar peso de notícia, baseada em estudos científicos, a uma simples maldade: vejam como a boazona afinal não é assim tão perfeita. É um divertimento de algumas revistas, agora multiplicados em alguns jornais. É sabido que a idolatria anda de mãos dadas com a descompensada inveja. Melhor do que a fotografia do herói no seu esplendor é a foto dos pés de barro, a prova que obriga as estrelas a descerem do pedestal. É, pelos vistos, uma vingança que acalma os que editam e os que lêem. Podem levantar o orgulho e adormecer mais descansados o jornalista ou leitora, zangados há muito com o corpo que lhes calhou em sorte: essas gajas que têm a mania que são boas também têm celulite. Vê-se perfeitamente, até porque as revistas não se limitam à foto normal. Para que não restem dúvidas, há sempre uma ampliação de lupa, com círculo vermelho em volta, a apontar-nos os olhos para a zona da prova irrefutável.

E segue por aí fora, a alegre vingança da turba anónima. Porque também há os comentários e fotos que demonstram (imagino que após aturada investigação) que as estrelas envelhecem com o passar do tempo. Acreditemos nas publicações, que sabem o que dizem: muitas das estrelas estão mais velhas hoje do que há dez anos. Não tardará muito a sermos confrontados com o culminar da investigação. Parece incrível, mas poderá bem ser verdade: a maioria das estrelas vai continuar a envelhecer até que um dia morre. E assim já não se ficam a rir. Aí está uma revelação que alivia muita alma.

4 comentários:

sendyourlove disse...

é triste ser tão verdade...

Pekenina disse...

Haha... ok eu não sei se hei-de rir se chorar. É vergonhosa a mentalidade da nossa sociedade. A perfeição existe. Basta não a querermos tapar.
Se todos os stresses do mundo fossem a celulite...

Beijinho*

Francisco del Mundo disse...

sendyourlove, tem de ser mudado a pouco e pouco...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

pekenina, o mundo seria muito mais feliz...:)
beijo