sexta-feira, julho 04, 2008

Neste meu regresso quer ao blog, quer à vida de comprometido, fiquei pensativo se deveria manter o tom crítico quanto ao mundo das relações ou entrar num tom mais meloso! Ora bem, acho que no meio está a virtude. Ainda tenho muito que comentar no mundo estranho que é o das relações humanas mas também não consigo desmontar o Sentimental Fool que sou...



Lloyd Cole
Sentimental Fool

The more I learn the less I know
Could you make mine straight absolute?
The more I fail the less I try
Ask not of me the reason why

Oh, my sentimental fool
Have I got a tale for you
Oh, my sentimental fool

The woman I love is not content
The life I made - it ain't what I meant
The space I'm in is filled with love
The state I'm in is pitiful

Oh, my sentimental fool
Have I got a tale for you
Oh, my sentimental fool
Have I got a tale for you...

But, when she calls my name
We're almost happy - she's almost like you
Yes, when she calls my name
We're almost there, man - she's almost like you

The longer I live the less I believe
And all I lost is all I need
The life I made is filled with regret
And I can't tell the half of it
The woman I love has lost her faith
And I just watch as she fades away
The space I'm in is filled with love
The shape I'm in ain't beautiful

Oh, my sentimental fool
Have I got a tale for you...
I`m draining the glass for you

Do you see my girl?
She's almost like you...

4 comentários:

Shelyak disse...

Ganda som meu!!! :)))
Pois quem está apaixonado é assim! e deixa-te ir! why not? :)))
Mas continuar a falar de relações...importante não deixar de reflectir em coisa tão marcante. No meu caso, como visto, continuo... sempre em procura de novos caminhos ou não...
E quanto à música do África Minha, já lá está, na 12ª posição. Merci pela dica.
Abraçoooooooooooooooooo :))))

Francisco del Mundo disse...

Shelyak, boa música é contigo...:D Apaixonado mas sempre com algo para dizer... Quanto à dica, sempre às ordens...:D
Abraço

Laura disse...

Francis Albert, querido sentimental fool,
Pensa, analisa, mas não muito, vive essa paixão.
Não vale a pena tentar racionalizar o que não é racional.
Quanto mais penso, menos percebo, ou seja, estou no bom caminho :)
Let it flow ( só para os corajosos, como tu)
Beijos irracionais

Francisco del Mundo disse...

Bela Laura, penso sempre que o melhor é não pensar...:D
Beijo enorme