sexta-feira, julho 25, 2008

Mais um passeio pela estrada da memória...

Tive algumas mulheres na minha vida com quem só estive uma vez, mas que não consigo chamar "one night stands". C. é uma delas. Amiga de um grande amigo, tinhamos estado juntos algumas vezes. A certa altura começamos a falar mais vezes e descobri que ela me achava certinho. Ora que eu possa ser educado e respeitador é uma coisa, agora certinho não encaixa comigo. Ela descobriu que eu era bem mais maroto e eu descobri uma menina divertida e sem tabus. Ficamos amigos, sempre com uma possibilidade de algo. Numa certa noite fria de Janeiro, decidimos encontrar-nos e acabamos na cama. Ela vinha de uma longa relação em que o sexo não tinha muita importância, e foi bom receber toda aquela vontade de bons momentos. A cumplicidade era imensa e acabamos por adormecer e acordar muito quentes. Acabou por só acontecer uma vez porque depois meteram-se namoros (primeiro eu, depois ela) pelo meio. Ainda hoje somos bons amigos. Colorimos a amizade apenas uma vez e isso reforçou a nossa amizade. Esta é a razão para não a considerar uma "one night stand"...

A C., o meu tributo por me ter ajudado a ser quem sou...

6 comentários:

Pekenina disse...

A mim parece-me um bom motivo =) Sê feliz ;-)

Beijinho*

Shelyak disse...

Aiii rapaz como te entendo... são coisas que acontecem mais vezes do que se possa imaginar... mas a vida é assim, não é? bem excitante, diga-se...
:))))

Francisco del Mundo disse...

pekenina, não sei se sou mas tento sempre...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

shelyak, sempre um prazer ser lido por si...:D ahahha de facto são coisas que acontecem e ambos sabemos como são boas...:D
Abraço

Noivo disse...

ora nem mais!!!

Francisco del Mundo disse...

noivo, saudades de o ter por cá...
Abraço