terça-feira, setembro 01, 2009

Sabem o que é para mim uma declaração de amor eterno? É algo que é escrito a uma pessoa mesmo que não seja a pessoa com quem vamos ficar para sempre. Porque o sentimento ultrapassa a realidade. Ela pode não me perdoar por eu por aqui as suas palavras, mas lava-me a alma alguém que escreve tão bem, escrever algo assim...

"eu também não sei se sei ser tua amiga e deixar de ser tudo o resto, mas sei que prefiro ter-te como amigo do que não te ter de forma nenhuma. nunca encontrei um leito tão confortável, um encaixe tão perfeito na hora de dormir. parte-me o coração não saber se os meus filhos terão a nossa mistura de chocolate com baunilha, o teu sorriso, o teu olhar profundo. sei que temos um vazio nos nossos corações difícil de preencher, por mais que nos cruzemos com inúmeras pessoas e sejamos até felizes com elas. mas sei, acima de tudo, que a minha metade existe e isso, por si só, é maravilhoso...
adoro tu, para sempre..."

14 comentários:

Eduarda disse...

desculpa n perceber porque n estão juntos...n percebo. E assim n terás mais ninguém...a 100%

Francisco del Mundo disse...

Eduarda, porque a vida assim não o quis!
Beijo

Eduarda disse...

continuo sem perceber...distância?se for isso n é razão, desculpa mas não é. Tive separada durante mt tempo e só fortaleceu. Se ele tivesse de viver lá, era para lá que eu ia! Tudo e sempre tudo por amor

Erotic Spirit disse...

:)
Hug on both!!and all of me wishes a rightous change on the impossibles!

Francisco del Mundo disse...

Eduarda,fico contente que o teu caso tenha corrido bem!:)
Beijo

Francisco del Mundo disse...

erotic, thank you for your kind words...
Kiss

Eduarda disse...

Fizemos por isso...

Just a Girl disse...

Sorrioooo...quem sabe um dia ainda vou pegar no colo uns "brigadeiros"! ;) lolololol.Bj nos dois!

Francisco del Mundo disse...

Eduarda, ainda bem...
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Just, nunca se sabe...
Beijo

Carol disse...

Depois de ler tenho uma pergunta a fazer...
A pessoa que começou a escrever este blog ainda é a mesma? Ainda não li todo o blog, mas quem nos seus primeiros meses escreve :

Segunda-feira, Dezembro 18, 2006
"Eu sou feliz sozinho, seria é mais feliz contigo..."

posteriormente, no post de
Segunda-feira, Julho 16, 2007 "...quando se gosta devemos ser 100%...", sendo este post o seguimento do teu próprio elogio ao amor a 12 de Julho.

Se és como tantas vezes afirmas ser "diferente" (...) se partilhas a opinião "O amor e a paixão são sentimentos que evoluem com a relação. Quero amar mais todos os dias. Quero reapaixonar-me todos os dias. Quero dentro das minhas qualidades e defeitos ser eu mesmo. Quero seguir as palavras de Ricardo Reis: Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Não escondo que por vezes sou excessivo ou comedido, mas quero sempre ser eu. E não me quero habituar ou adaptar a ter menos do que desejo."

Poderia continuar com citações, sempre tuas, mas vou colocar apenas mais uma
"O amor é belo, quando nos deixamos perder. Quando não pensamos no que foi e no que será, mas no que é. E no que não é. É tudo que se explica e tudo que não se entende. Tudo o que se sente sem saber porquê. O amor não é só certezas, mas também as dúvidas e inseguranças. É a tranquilidade de amarmos e a incerteza de sermos amados. É amar com toda a força, para que saibam que podem fazer o mesmo. É mergulhar sem saber se há água só porque acreditamos que sim. Acima de tudo amor é indolor. A falta dele é que dói. Não deixem de amar, nem de ser amados. Não pensem, reajam. Não se escondam, ofereçam o corpo às balas. Não se calem, exijam o Mundo. Façam que as pessoas acreditem na sinceridade dos vossos sentimentos. Tudo o resto é incontrolável. Tudo o resto é um feitiço que nos enleva, um fascínio que nos inebria, um bem que nos salva..."


Depois de um comentário escrito pelas tuas próprias palavras, e depois de ter lido comentários do post de hoje (em que se alega distância) tenho a ousadia de te questionar se és coerente.
Pensei que talvez fosses um Luís Bernardo, "Não esperes nunca de mim que eu seja fiel a qualidades que não tenho. O que podes é contar com as que tenho, porque nessas não te falharei nunca."
mas pelo pouco que li reparo que falhaste naquelas que julgavas ser fiel.

P.S. não é um ataque, apenas uma singela observação. Até podes ter mudado... tenho pena.

Bombokinha disse...

Não posso ler isto. Já fiquei a chorar. Não consigo dizer o que penso nem tão pouco o que sinto. Decidi partir sem nada dizer, achei que me magoava menos, mas ás vezes parece que vou explodir com tanta coisa que sinto que queria dizer e não digo. F#$%-SE!!! Viver não é fácil mesmo e decidir quando fazer algo ou ficar quieto também não...But life keeps on moving...

Bombokinha disse...

...

Francisco del Mundo disse...

Bomboka, viver é fácil... Nós ou os outros é que complicamos...;)
Beijo