sexta-feira, março 23, 2007

Escrito mentalmente numa noite de insónia...

"Quando perdemos nós a capacidade de acreditar?

É um mundo estranho este... Conhecemos pessoas quase todos os dias! Conhecemos pessoas através de amigos, de msn, de hi5, de sms erradas, de encontros nocturnos. Conhecemos pessoas de quase todas as formas e todas deixam uma marca. Sofremos e, mesmo sem querer, fazemos sofrer. Procuramos sempre a felicidade, porque só assim poderemos fazer alguém feliz. Mas em nenhuma altura podemos deixar de acreditar nas pessoas...
Buscamos sempre a pessoa perfeita! Sabemos que ela não existe, mas gostamos de procurar (e achar que encontramos) a pessoa que mais se aproxima desse modelo. E a verdade é que começo a perceber que há tantas mulheres incriveis. Penso nas mulheres que tive e relembro com um sorriso cada momento. Se não resultou foi porque as circunstâncias da vida assim o determinaram. O segredo é acreditarmos em nós mesmos e nas nossas escolhas.
A última pessoa que surgiu na minha vida, e que me levou a pensar neste tema, é alguém que não conheço fisicamente. Alguém que não lerá este texto, alguém que não poderei até nunca encontrar, alguém que não conheço profundamente. Então porque alguém que ainda só apareceu superficialmente na minha vida me fez pensar nestas coisas? Justamente porque há um feeling meu. Não sei se ela sente o mesmo, mas eu só posso saber sempre o que eu penso! E sinto uma empatia enorme... Creio ter aprendido a distinguir bem os meus sentimentos! E aqui, bastou um rosto, uma frase, uma tranquilidade...
Não sei se haverá continuação para esta ligação. Até pode nem haver. Mas já serviu para que eu soubesse que a capacidade de ver algo sólido no meu futuro existe. O "luto" que faço no fim de uma relação longa está a desvanecer-se. Um sorriso que me cativa, uma sms que me faz ficar em silêncio... Enfim, nunca podemos deixar de acreditar em nós, nos outros e na possibilidade de nós e os outros ficarmos juntos."

6 comentários:

Just a Girl disse...

:D que bom saber-te assim !

Paixão disse...

Gostei muito do que li.
Ainda bem que pensas assim, é o que todos deveremos fazer, mas às vezes a insegurança é uma madrasta...

Beijos grandes!

Anónimo disse...

Apesar de ter saído de uma relação longa há relativamente pouco tempo, julgo que o meu luto está feito. No entanto, sinto ainda alguma dificuldade em avaliar as minhas emoções e só penso "O que é isto???"...
E é com algum receio, e medo até, que me deixo invadir por essa tranquilidade, mas gosto da sensação...
Beijos gordos
(Não preciso de assinar pois não???)

Anónimo disse...

"Mas em nenhuma altura podemos deixar de acreditar nas pessoas..."

acho que esta frase diz tudo, sempre acreditei nas pessoas e acho que sempre vou acreditar! é isso que me mantem apaixonada e me faz apaixonar de novo... se nao acreditarmos, o que é que nos resta?!
Houve alguem que um dia me disse que eu pensava demasiado com o coraçao... hum... talvez! :P

fico feliz por o teu luto tar a acabar ;) eu ja acabei o meu a algum tempo e é tao bom sentirmo nos "vivos" de novo
beijo grande =)**

*Jade*

ah e tal (c) disse...

E os pássaros continuam a cantar...;P
bjo

carpe vitam! disse...

suponho que apenas deixaremos de acreditar se deixarmos de sonhar...

http://provocame.blogspot.com/search/label/temet%20nosce