quarta-feira, novembro 01, 2006

Desde já, peço desculpa pelo meu desaparecimento... Trabalho, trabalho e mais trabalho!

Chego aqui sem um assunto delineado na cabeça. Neste momento, o profissional tem-se imposto ao sentimental e aqui estou a escrever ao sabor dos dedos! Também é bom...

Como quando tacteamos um corpo pela primeira vez. Quando os nossos dedos descobrem cada aresta, cada curva, cada pormenor de uma pele que descobrimos...

Inspiro ao escrever, como quando absorvo pela primeira vez a fragância de um novo odor, de um novo perfume que me inunda as narinas. Adoro encontrar esse leve aroma que me fará não esquecer mais este corpo, esta nova memória olfactiva que ficará para sempre. Sim, porque não consigo esquecer o cheiro de uma mulher...

Molho os lábios ao relembrar todas as vezes que o fiz para melhor beijar cada centímetro de um novo mundo feminino. Toda uma nova textura que percorro com os lábios, que humedeço com a minha lingua... Umas mais lisas, outras mais sedosas, umas mais quentes, outras mais frias. Um gourmet inebriante...

E eu que vinha sem nada para escrever e saio daqui com um corpo nos sentidos...

7 comentários:

Bad disse...

escreve mais vezes assim hihihhi

Just a Girl disse...

Aprecia-o como se fosse um belo copo de vinho encorpado,quente... Toma-lhe o aroma, apropria-te das suas formas,degusta-o lentamente ... Quando achares que já tudo foi apreendido, junta um pequeno quadrado de chocolate e.. volta ao início !;D

Francisco del Mundo disse...

Bad, escreverei então...:D

Just, tenho competição?:D Mas desta assim gosto...:D

Beijos

Silvia disse...

O que escreveste é Lindo...
O corpo de uma mulher é como uma floresta cheia de misterios para ser descobertos.
Beijo

Just a Girl disse...

Um brinde, a ti! O chocolate como só eu ...;D

Francisco del Mundo disse...

Silvia, vontade de descobrir...:)

Just, muito bom proveito então...:D

Beijos

Silvia disse...

Descobre, descobre mas não te percas:-)
Beijos