quarta-feira, dezembro 09, 2009

Ainda que seja uma estória inventada, pensemos quando é que perdemos a humanidade e precisamos de lições...

"Nos dias em que um gelado custava muito menos do que hoje, um rapazinho de 10 anos entrou no café de um hotel e sentou-se numa mesa. Uma empregada de mesa trouxe-lhe um copo de água.
-Quanto custa um gelado de taça? - perguntou o rapazinho.
-Cinquenta cêntimos! - respondeu a empregada.
O rapazinho tirou do bolso uma mão cheia de moedas e contou-as.
-Bem, quanto custa um gelado simples?" perguntou ele.
A esta altura já mais pessoas estavam à espera de uma mesa e a empregada começava a ficar impaciente.
-Trinta e cinco cêntimos. - respondeu ela com brusquidão.
O rapazinho contou novamente as suas moedas.
-Vou querer o gelado simples. - respondeu ele.
A empregada trouxe o gelado, colocou a conta em cima da mesa, recebeu o
dinheiro do rapazinho e afastou-se.
O rapazinho terminou o seu gelado e foi-se embora.
Quando a empregada foi levantar a mesa começou a chorar. Em cima da mesa, colocado delicadamente ao lado da conta, estavam 3 moedas de cinco cêntimos...

Não sei se está a ver, ele não podia comer o gelado cremoso porque queria ter dinheiro suficiente para deixar uma gorjeta à empregada."

Dá que pensar, não dá?

5 comentários:

Mara disse...

:). Dá sim...
Beijo grande, querido Francisco!

Miúda-Mulher disse...

:-) Beijinho Francisco :-)

Francisco del Mundo disse...

Mara, beijo... :)

Francisco del Mundo disse...

Miuda-Mulher, beijo...;)

Pekenina disse...

Arrepiei-me... Auch...