sexta-feira, junho 12, 2009

Se eu fosse um pessimista...

... era tudo mais fácil! Porque sem dúvida que é mais simples pensar que tudo vai correr mal. Há a ideia que é miserável ser pessimista. É mentira! É óptimo! Não há expectativas, logo não há desilusões. Se algo é bom podia ser muito bom. Se algo é muito bom, podia ser perfeito. Se algo é perfeito (nunca o é para um pessimista), não o é durante muito tempo. Aliás, a vida é uma porra! Sobretudo porque mete pessoas. Os pessimistas deviam poder matar todos os optimistas e depois matar todos os pessimistas. Teríamos no fim o maior pessimista. Ou se calhar o que mais odiava os pessimistas. Se calhar até se tornava optimista. Ou então dava um tiro na cabeça. O que de todo em todo não era nenhum desperdício...

Qual é o objectivo de um pessimista? Mostrar a toda a gente que o mundo é uma merda e que não temos hipótese? Ou fazer o frete de viver? E quando é que um pessimista descobre que é pessimista? Quando nasce e não percebe onde está? Ou quando tem a primeira desilusão e faz a primeira birra? (todo este parágrafo é constituido por perguntas sem resposta dada, o que é muito fácil, e se é fácil, é claramente um parágrafo pessimista, o que significa que estou a absorver o pessimismo das minhas palavras).

Os pessimistas costumam dizer que não são pessimistas. São realistas! Porque obviamente a realidade só pode ser péssima. Só as pessoas que vêem a vida como um conjunto de eventos terríveis (e que os eventos menos terríveis são só premonições para outras piores) é que conhecem a realidade. Todos sabemos que os seres humanos são iminentemente maus e egoístas! E mesmo que só tenha um acto mau depois de uma vida boa, só vem dar razão aos pessimistas porque nos desiludia ainda mais. Ora, sendo assim, a única forma de não desiludir um pessimista é sendo sempre mau. É claro que se formos todos maus, acabamos por nos matarmos todos uns aos outros, o que de todo em todo não era nenhum desperdício...

Dificilmente dois pessimistas tem uma relação. ISto porque ambos sabem que nada é eterno. Logo se tudo é passageiro, para quê arranjar chatices? Uma nota aparte, dois optimistas também se haveriam de chatear e tornavam-se pessimistas, o que para esta dissertação é igual. Assim, todas as relações tem que ter um optimista e um pessimista. Porque o optimista precisa de alguém para tentar ajudar, e o pessimista precisa de alguém para mostrar como o mundo não é nada positivo. Sabemos também que o mais normal é as relações acabarem e acabarmos todos sozinhos e deprimidos. Ora normalmente a depressão leva ao apagamento ou até à morte, o que de todo em todo não era nenhum desperdício...

Se eu fosse pessimista, se calhar era mais feliz! O que é um paradoxo, pois todos sabemos que para o pessimista não existe felicidade. Existe uma espécie de alívio feliz quando tudo corre mal e é-nos dada a razão. E até porque essa coisa da felicidade deve dar muito trabalho. Andar sempre a sorrir e com vontade de ajudar ou outros. Para quê? Na melhor das hipóteses, a pessoa que ajudamos diria obrigado. Mas se fui obrigado para que é que o ajudei? E normalmente as pessoas nunca nos retribuem o favor. Então que se lixe ajudar. Mais vale deixar toda a gente morrer, o que de todo em todo não é nenhum desperdício...

(Se calhar já ninguém me está a ler! Havia de haver uma caixa de comentários aqui a meio, onde as pessoas pudessem por uma cruz _X_ se ainda estivessem a ler. Mas como sou pessimista, estou certo que já perdi muitos dos meus leitores. Com certeza não ganhei nenhum, porque ninguém começa a ler um texto destes a meio. Tinham que descer o cursor ao calhas e começar a partir daqui. Vai-se a ver perderei todos até ao fim do texto. O que de todo em todo não é nenhum desperdício...)

Se eu fosse pessimista, as minhas amizades coloridas acabavam todas. Umas porque a cor acabava, outras porque a amizade acabava. Umas por culpa minha e outras por culpa dos outros. É claro que a minha culpa é relativa porque se sou realista, quer dizer que os outros é que estão mal. Não tenho culpa que se comecem a envolver e eu não querer mais. Bem sei que o pessimismo é mais sexy do que o optimismo, mas se sou pessimista porque é que criam ilusões? É sempre melhor ser pessimista e não criar ilusões. Sonhar é para os tolinhos. Se um inventor erra 99 vezes e acerta na centésima, como é que isso pode ser bom? Não é. Falhou muitas mais vezes. Perdeu tempo. E mais a mais as invenções são uma estupidez porque não encaixam na realidade. Tentam melhorar o mundo, quando todos sabemos que ele só pode piorar. Só se inventarem algo para piorá-lo mais depressa, o que de todo em todo não é nenhum desperdício...

Diz-se que o fado é pessimista! Não faço ideia. Sei que o destino de todos nós é a morte e o esquecimento, logo isto é real. E se é real, nem precisa ser pessimista. Os portugueses não são pessimistas. São optimistas desiludidos. Porque é que é diferente? Porque se queixam muito. Um pessimista não se queixa. Reporta factos reais. Ele sabe que não adianta queixar nem chorar. O mundo é assim e não valem a pena lamúrias. Por tudo isto deviamos era ficarmos todos calados, o que de todo em todo não é nenhum desperdicio...

Pois é, se eu fosse um pessimista era tudo muito mais fácil. O problema é que eu nunca gostei muito de coisas fáceis. E prefiro ser sempre contra o pessimismo. Por isso é que me desiludo tanto. E se calhar um dia vou-me embora para uma ilha deserta e fico a falar sozinho. O que já sabemos que de todo em todo não era desperdício nenhum...

23 comentários:

clarisse disse...

hum, esse texto irradia um certo rancor, essa ideia deve ser a do pior dos pessimistas!:P
as vezes penso se nao sera mesmo o contrario, no meu ver é mais facil dar um sorriso sincero e aberto e ter esperanca que algo vai correr bem, e a felicidade estara la a espera, do que simplesmente pensar q nao ha nada a fazer e resignar-se,deste modo tem-se plena consciencia de que nunca havera felicidade. vendo desta perspectiva considero que é muito mais dificil cerrar os dentes e por um ponto.


desculpa a intromissao, mas n resisti:P
ha tempos descobri o teu blog e engoli-o quase de uma vez so:P

é bom sermos positivos:)

Mara disse...

No meio de tudo isto, Francisco, posso dizer-te que me "arrancaste" verdadeiras gargalhadas às poucas horas da matina, alguns sorrisos e, no final, muito ânimo para o dia maravilhoso que vou hoje ter! :D
Beijinho grande, querido!

Francisco del Mundo disse...

clarisse, quem me conhece ou lê os meus blogs percebe que eu sou um optimista inveterado!:D Usei de ironia para mostrar tudo o que não percebo nos pessimistas..:) Intromete-te sempre que desejares...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Mara, se fiz sorrir era o que queria...:D
Beijo

Anónimo disse...

Só para dizer que li o texto todo até ao fim! Lol
E por favor não fujas para uma ilha deserta...teríamos saudades tuas!

Profundo Olhar disse...

Quando comecei a ler um post teu pessimista até pensei k me tinha enganado na porta...mas não...tu e o teu bom humor sempre para nos contares histórias que também não entendo proque sou optimista como tu....o sol nasce todos os dias ...beijo para ti

Belota disse...

Olha pois eu ando sempre a rir e a ajudar os outros. E não me considero pessimista. Mas matava toda a gente que está feliz só porque está sol. lol

Francisco del Mundo disse...

Anónimo, mas um dia vou...:)
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Profundo olhar, eu sou assim.. adoro desconcertar!:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Belota, eu sei que adoras ajudar e sorris! E não te tenho como pessimista...:D
Beijo

V disse...

".... Bem sei que o pessimismo é mais sexy do que o optimismo ..." , ".... Sonhar é para os tolinhos....."
Ok,venho cá ler-te, e descobro que afinal além de não ser sexy ainda por cima sou tolinha! :-)
O que de todo em todo não me afecta em nada essa descoberta!
Se me farto de sonhar e me estatelo no chão algumas vezes porque me iludi á culpa do meu optimismo? É uma verdade inegável,mas também é verdade que a ilusão dá um gozo enorme enquanto dura!

Já agora ires para uma ilha deserta falar sozinho.....tem piedade da ilha , sim ! :-)

Anónimo disse...

Francisco, se fores leva o portátil não te esqueças! :))

Beijos

Paula

Shelyak disse...

brilhante ! brilhante ! brilhante!

Abraço amigo que te deixo.
:)))

Francisco del Mundo disse...

V., basta-me conhecer ligeiramente ou aos meus blogs (ou ler o post até ao fim) para perceber que sou o contrário do que ali escrevo e acredito no contrário que ali escrevo...:)
Quanto a ter piedade da ilha, falarei para um papel, mas falarei...
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Paula, ahah, para actualizar o blog, porque ainda sou dos que prefere escrever com papel e caneta...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Shelyak, és demasiado generoso...:D
Abraço

so_risoIncógnito disse...

Posso concluir que sou uma realista optimista. Toda essa troca e roçar de palavras de pessimistas, me fez acreditar que realmente sou uma sortuda por o meu sorriso estar cá sempre e não ter delírios negativos, que o deixem na sombra.
Até é fácil sorrir, difícil é sentir esse sorriso, e eu não sou cínica com o meu, eu vivo-o, eu sinto-o, eu distribuo-o… Eu também não gosto do que é demasiado fácil, para que, no caso de haver uma possibilidade de ilusão, seja uma optimista que enfrenta barreiras e não ser ou dizer-se optimista só por si só!

P.S.: falei do sorriso porque é algo que me caracteriza.

Boas palavras, bom texto, bom pensamento!

So_Risos**

Francisco del Mundo disse...

soriso, grazie..:D
Beijo

Anónimo disse...

Não acredito que sejas pessimista, não és...és um romântico, logo sonhador.
Escreves no teu caderninho...o q observas, sonhas...para ti, para os outros ou alguém especial.
Sexy não é o pessimismo, pode é dar mais pica, mas sexy é o optimismo do teu sorriso quando alguém precisa, e tudo cai em cima do Chico...
E em contradição, digo-te: Sou pessimista e aos mesmo tempo sonhadora. Preferido escrever à mão, é mais romântico, tem o contacto...é uma relação entre a mão que segura a caneta e o lápis com o papel, que deveria ser amarelo (disseram-me um dia).
A ilha para onde vais, é a viagem que fazes quando escreves. Tenho mesmo a sensação que vives numa ilha, é difícil lá chegar, cada vez mais...um dia gostava de lá ir.

Francisco del Mundo disse...

Anónimo (apenas aceitei o comentário e respondo porque sei quem és, mas prefiro a identificação), não sou pessimista! Nunca fui.. O texto é uma longa ironia de todas as coisas que eu não percebo no pessimismo. Basta ler o último parágrafo ou até ler o título...

Ana disse...

Eu percebi mt bem o texto...claro que se trata de uma ironia mt bem escrita e com piada, é bom começar a perceber as tuas metáforas e ironias.Sabes que devoro as tuas palavras...
beijo

Ilusão disse...

se eu fosse pessimista nao poderia ser uma ilusao :P

beijo

Psiquê disse...

Caixa de comentários:


a) Já não está a ler:


b) Ainda está a ler: -X-


c) Vai continuar a ler: -X-



(de uma pessimista nata :)*