sexta-feira, setembro 15, 2006

"12 de Maio de 1997. Cama.
- Isto nunca vai acabar, vai?
- Nunca. Amor como o nosso, só cresce. Todos os dias. Cada vez mais. nunca acaba. é eterno.
- Você jura, Neneco?
_ Juro, Neneca. Você vai ver.

21 de Novembro de 2005. Escritório de advogado.
- Vocês têm de se encontrar para tratar do divórcio.
- Se enxergar a cara dele de novo, eu vomito."

Luís Fernando Veríssimo

Cru, real, verdadeiro... Como eu quero que este blog seja...

12 comentários:

Cerejinha disse...

Tudo é eterno enquanto dura...

Lúcia disse...

cru? nem carpaccio.
só salada e fruta. vê lá o que aqui pões. fartos de realidades andamos nós.
o Veríssimo é fixe, podes continuar :)

ivamarle disse...

é por isso que não acredito em Juras...

ivamarle disse...

esta porra, agora repetiu-se...

Francisco del Mundo disse...

Cerejinha, verdade...

Lima, pois mas não me parece que hajam por ai muitos blogs de gajos que sejam levados a serio...:D E eu quero que este seja...

Iva, já diz o ditado: quem mais jura, mais mente...

_aifos_ disse...

Cru, real, [infelizmente] verdadeiro...

Mais um blog, sim senhor!
:)

Just a Girl disse...

Eu levei a sério ...O blog ! ;D Parabéns!

Paulo Sempre disse...

Seja feita a sua vontade!!!

Francisco del Mundo disse...

Aifos, Just e Paulo, espero não desiludir... Aqui serei ainda mais eu... Para o bem e para o mal...:D

Silvia disse...

Tudo o que começa, tem um fim. Tudo o que nasce, acaba por morrer. Tudo na vida é assim...
Mas é pura realidade das coisas.

DIV de divertida disse...

Trauma?!... isso não passa, mas alivia..............

L.B. disse...

Seja real e verdadeiro.
Vai ver que não precisa ser cru.
Abraço.