terça-feira, janeiro 08, 2008

AS- Quero agradecer sinceramente a todos que tem pedido para eu manter este espaço... Poucas vezes dei explicações das minhas atitudes, mas vocês merecem mais que uma explicação, merecem uma prova do meu afecto...

Os últimos dias tem sido muito importantes. Há dias disse aqui que tinha tido o dia mais triste da minha vida. Reformulo: tive uma notícia que me pareceu triste pelas consequências tristes que poderia trazer. Mas na minha vida, aprendi a transformar as tristezas em alegrias. Aprendi a olhar para o lado positivo das coisas e a retirar o melhor de todas as situações. Amei e fui amado, rejeitei e fui rejeitado, traí e fui traído, com todas as namoradas aprendi alguma coisa para me tornar um homem melhor. Nenhuma mulher poderá dizer que não teve o mais autentico de mim...
Nos meus 26 anos, aprendi que existem várias mulheres da nossa vida e com várias podemos ser felizes. Podemos amar diferentes mulheres e construir uma relação sólida! Mas aprendi há algum tempo que só existe uma alma gémea. Alguém que encaixa perfeitamente naquilo que normalmente chamamos de mulher ideal. A mulher que fisicamente e emocionalmente idealizamos como a pessoa que nos faria feliz de uma forma completa. Ora, podemos passar uma vida sem a encontrar. Podemos encontrar tarde na vida e não poder viver uma vida em conjunto. Podemos encontrar e ela não achar que somos a sua alma gémea. Podemos encontrar cedo, os dois acharem que são perfeitos, e o destino pregar partidas. Não, esta não. Até há dias pensava que o destino era uma força importante que tinhamos de respeitar, mas agora acredito que nós podemos moldar o nosso destino. Lutar até contra ele...
Neste início de ano, há muita coisa a mudar na minha vida. A mudança do Porto para Famalicão, a possibilidade de ir morar sozinho novamente, estar a fazer um curso que adoro, e a possibilidade de um novo emprego, trazem uma força e um alento incriveis. No plano sentimental, surgiu algo que me fez parar. Estive dias em que só pensei nisso. E decidi tomar uma decisão. Talvez a mais séria até hoje. Não sei bem como, e como depreenderão do meu texto os próximos tempos serão atarefados, mas creio que a minha vida dará uma volta total. Continuarei por aqui, mesmo que não assiduamente. Preciso ainda de resolver muitas coisas até poder expor-me de novo.
Peço desculpa se não fui muito claro, mas não posso dizer muito. Posso apenas dizer que não quero abdicar de alguém capaz de escrever algo assim para mim...

Faz-se alta a noite, jaz tranquilamente
Rompe o tempo se te tenho na mente
Abandono-me pra em ti me encontrar
Nesta ânsia de contigo caminhar

Calmamente, é chegada a nossa hora,
Irrompe com ternura, sem demora,
Sagrada, na minha concha, a tua voz
Com calor, divagando sobre nós

Oiço, cerro os olhos, sei-te comigo
Emerges vivo no meu coração
Lábios de ouro, olhar de lince, rosto amigo

Esculpido nos Céus, tal perfeição!
Não soube o que era Amor até te ver...
Amar-te-ei até minha alma morrer...

39 comentários:

a morena algarvia ;) disse...

:)
u should always fight for what u believe in ;)

beijos graaaandes, enormes meu lindo! assim tipo eu ;) eheh

Isabel disse...

Posso n ter entendido bem, mas parecem-me bons motivos! :) e se assim é, só posso ficar contente!

Anónimo disse...

Podes falar de tudo, menos de "almas gémeas", please!... Já fui atrás dessa "cantiga" e dei-me muito mal (daí, hoje odiar essa expressão).
A ti, desejo toda a sorte do mundo e as maiores felicidades. Que 2008 seja um grande ano! Bj.
L

Afrika disse...

Mais vale arrepender-mo-nos daquilo que fazemos do que viver na incerteza do que poderia ter sido!
Um beijo grande meu lindo e desejo-te toda a sorte do mundo!

NickyBlue disse...

Isto dos blogues prega-nos partidas e, ainda que no meio de tanta virtualidade, conseguimos reconhecermo-nos como pessoas e partilhar sentimentos.

Precisamente hoje recebi o seguinte texto via e-mail:

"ELOGIO AO AMOR - Miguel Esteves Cardoso

Quero fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de
verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem
uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática.

Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível.

O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade,
ficam "praticamente" apaixonadas.

Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor
doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de
compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão
embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um
gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de
telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá tudo bem, tudo bem",
tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a
tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um
cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo? O amor é
uma coisa, a vida é outra.

O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental".

Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e
da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes.

Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto.
O amor é uma coisa, a vida é outra.
A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor
puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor
puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O
amor não se percebe. Não dá para
perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a
nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha,
não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é
necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o
que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor
é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o
coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das
mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é
ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem.Não é para
perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e
não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas
mais acompanhado de quem vive feliz.

Não se pode ceder. Não se pode resistir.
A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também."

Francisco del Mundo disse...

Vanda, fa-lo-ei... Boa viagem...:D
Beijo enorme

Francisco del Mundo disse...

isabel, são...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

L, talvez não fosse a tua alma gémea de facto... Eu dei as várias hipóteses, e se não me tivesse acontecido a mim, tb não acreditava...
Beijo

Francisco del Mundo disse...

afrika, claro que sim e muito obrigado...
Beijo enorme

Francisco del Mundo disse...

nicky, conhecia já esse texto mas creio que o MEC já veio a público negar que esse texto seja dele.. Seja como for, é um belo texto...
Beijo

Catwoman disse...

Francisco só posso dizer...sê o mais feliz que conseguires. Não te negues nada que desejes. Não fujas. Não cales. Não compliques. Arrisca. VIVE.

Francisco del Mundo disse...

catwoman, são tudo os conselhos que dou a mim mesmo...:D
Beijo

Belota disse...

Ai Francisco, Francisco... Não tenho mais nada a dizer por aqui...

Francisco del Mundo disse...

belota, porque?
Beijo

Andreia disse...

LUTA. Luta por aquilo que realmente é importante para ti, vai atrás de tudo o que significa algo pa ti. Luta plos teus objectivos, porque se não lutares ninguém o fará.

Cá te espero Francisco.

beijo cheio de força

Just a Girl disse...

Os amigos nunca dizem adeus..apenas até já! Festejamos as alegrias, o colo nos momentos menos bons...Até já! Beijinhos! Um xi do tamanho do Mundo!

Nay disse...

Bem agora que estava decidida a voltar em força tu vais abandonar o barco :(
Fico feliz se for por uma boa razão e que essa razão de recompense e te faça ainda mais feliz.
Bj grande

Francisco del Mundo disse...

andreia, lutarei...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

just, logo eu que nunca digo adeus...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

nay, não vou abandonar nada... é uma pausa... E fico contente que voltes...:)
Beijo

Transparência disse...

O nosso destino somos nós que o traçamos. A realização pessoal, emocional e profissional é muito importante na vida. Boa sorte neste novo percurso de vida!!

Xano disse...

ora porra... queres que va ai??? pracisa do teu wingman??? é só dizer!!! mas força nisso, olha que o não ta garantido!

Erotic Spirit disse...

:)
happiness is always a worthy pursuit and I wish you all the happiness

kiss

Francisco del Mundo disse...

transparencia, muito obrigado e para ti tb...
Beijo

Francisco del Mundo disse...

xano, tranquilo, eu sei que posso contar com o wingman...:D
Abraço

Francisco del Mundo disse...

erotic, thank you...;)
Kiss

Canephora disse...

Não sei se entendi ou simplesmente não me quero imiscuir de sentimentos... mas devo dizer que mais parecia um trabalho sobre o tema "mulheres" do grande brasileiro Martinho da Vila...


;-)

Erotic Spirit disse...

Found a great little poem and thought of u and your twin soul... my post today is for both of u.

:) kiss

Hotaskim disse...

Quem escreve assim não é gago, e quem ama assim e luta, será sempre recompensado.

lucia disse...

a vida é uma sucessão de opções... e pior q optar errado, é não optar, mas na verdade, o ter de optar, raramente é em si mesmo uma opção. porque não ter tudo? vale a pena tentar...

Laura disse...

Sentimental homem de belo sorriso,
Entendo-te e gosto-te, ainda mais agora, sabendo que amas assim, que pensas assim, sentes assim....
Começar o ano a fazer mudanças, é bom sinal, ainda mais a fazer algo que adoras. Estamos em constante mutação.
E sim, podemos e devemos lutar contra o destino, se este nos parece distante dos nossos desejos.
Parte já nasce connosco, algumas apetências... e a outra parte, fazemos nós.
Em frente, belo Príncipe!
Beijos muiiiito amiguinhos

nanny disse...

Ai Francisco

Esse teu coração que sempre palpita forte... ou de amor ou de desencanto... :D

Não deixes que ele amoleça nunca, que os corações foram feitos para bater forte :-)))

Beijinhos grandes e Whish you the best!!!

Francisco del Mundo disse...

canephora, eu gosto muito dessa música e do respeito que o Martinho mostra pelas mulheres...:D

Francisco del Mundo disse...

erotic, it is beautiful...:D Thank you very much, sweet lady...:D
Kiss

Francisco del Mundo disse...

hotaskim, muito obrigado e bem-vinda a este canto...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

lucia, nunca se deve deixar de tentar...:D
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Bela Laura, sabes que só sei seguir em frente...:D
Beijo enorme, lindona....

Francisco del Mundo disse...

nanny, há dias uma amiga dizia que só sei viver apaixonado... Talvez seja... Sei é que para mim Viver é com V grande...:D
Beijo

Shelyak disse...

Tão bom que te entendo...
A Vida é e será sempre um descontrolo a tanto custo controlado, melhor ou pior...
Como diz a Suzana Tammaro...Vai para onde te leva o coração...
Abraço